Ocultar publicidade | Mostrar publicidade

Receba novidades de Araras

Shopping

Publicidade


Publicidade

Curiosidades, fatos e mitos que marcaram a história

 

Casa da Cultura

História

Fundadores: Bento de Lacerda Guimarães (Barão de Araras) e José de Lacerda Guimarães (Barão de Arary)
Fundação: 15 de agosto de 1862 (143 anos)
Aniversário: 24 de março de 1871 (134 anos de emancipação política em 2005)
Origem do Nome: Em função das inúmeras araras que habitavam o Ribeirão das Furnas.
Araras, Cidade das Árvores: Cabe lembrar que a Festa das Árvores foi realizada em 1902, idealizada por João Pedro Cardoso, e representa a primeira manifestação ecológica e de preservação do meio ambiente da América Latina. O evento teve, inclusive, cobertura dos grandes veículos de comunicação do País, que vieram à cidade colher cada detalhe do acontecimento.

O início

As primeiras referências sobre Araras datam do princípio do século XVIII, quando foi iniciada nesta região a divisão das terras em fazendas. O início da formação da cidade pode ser tomado a partir de 19 de maio de 1865, quando foi doado um terreno para o patrimônio da Igreja Nossa Senhora do Patrocínio, padroeira da cidade.
Por isso, em Araras, dia 15 de agosto - Dia da Padroeira - é feriado municipal. A povoação foi elevada à categoria de "Vila " em 24 de março de 1871 e a " Cidade" em 1879. Em 1892, foi instalada a Comarca.

Outros dados

Formou-se o 1º núcleo de habitações por volta de 1862 em território que pertencia ao município de Limeira. Em 19 de maio de 1865, Bento Lacerda Guimarães (posteriormente Barão de Araras) e sua esposa fizeram a doação de um terreno para a Igreja Nossa Senhora do Patrocínio.
O povoado cresceu ao redor do "Pátio Grande", onde se encontrava "A Capela", recebendo mais tarde o nome de Praça Barão de Araras.

A capela era conhecida como Nossa Senhora do Patrocínio das Araras. A designação "das Araras" era devido à proximidade desta ao ribeirão que era assim chamado.
Pela lei provincial nº 29 de 24 de março de 1871, a "Capela" foi elevada à categoria de "Vila", passando a constituir um município.

A 1ª eleição de vereadores realizou-se em 7 de setembro de 1872 e seus representantes tomaram posse em 7 de janeiro de 1873, ficando nesta data instalado o município. A história inicial de Araras pode ser dividida em dois períodos: o primeiro, quando das sesmarias surgiram as grandes fazendas de café, responsáveis pelo seu progresso inicial do local; e o segundo, quando os imigrantes, principalmente os italianos, aqui chegaram e incorporaram-se à vida econômica. Tornaram-se, assim, responsáveis pela rápida recuperação do lugar que sofreu os prejuízos da abolição da escravatura com a falta de mão-de-obra para a lavoura.

A imigração é, também, a responsável pela formação da população de Araras, cujas raízes se encontram na população européia. No século XIX, com o ciclo do café, os italianos aqui chegaram em sua maioria, bem como os portugueses, suíços, alemães, além da imigração forçada do escravo negro.

Por ordem cronológica e tendo como fonte de dados o livro "As nossas riquezas", volume V de João Netto Caldeira, tem-se relatado os acontecimentos:

Juízo de Paz - Juntamente com a Câmara Municipal foram eleitos a 7 de setembro de 1872 os juízes de paz.

Cidade - A Vila de Araras foi elevada à categoria de Cidade pela lei provincial nº 27 de 2 de Abril de 1879 (dois anos após a inauguração da estrada de ferro). A igreja matriz (até então um prédio de madeira e barro) teve como seu arquiteto o engenheiro dr. Tristão Franklin de Alencar Lima. A 1ª pedra do edifício foi lançada em 15 de agosto de 1879. Com festa popular, ao som da banda musical regida pelo prof. Benedito Silvestre Corrêa. As obras foram concluídas em 27 de janeiro de 1881.

Iluminação - Araras foi dotada com seu primeiro serviço de iluminação pública em 1889 através de lampiões. A luz elétrica foi inaugurada em princípio de 1905.

A Abolição - Em Araras, antes mesmo da lei da Abolição da Escravatura, em 8 de Abril de 1888, era festejada a libertação do último escravo do município. A cidade esteve entre as primeiras do País a realizar tal feito.

Imigração Italiana - Por ocasião do advento da República teve início a corrente migratória italiana, que fez com que a população duplicasse de 1890 a 1900. Os italianos substituíram a mão de obra escrava fixando-se em colônias nas inúmeras fazendas que circundam a zona urbana de Araras. Estudos oficiais indicam que 70% dos ararenses são descendentes, em diferentes graus, de imigrantes italianos.

Primeiro Governo Constitucional na República - A primeira eleição municipal no regime republicano realizou-se a 30 de agosto de 1892. A câmara ficou composta de Justiniano W. de Oliveira, Antonio Pires Penteado, João Pedro de Souza, Dr. Clementino R. de Novaes Canabrava, Pedro Ivo de Castro, Antonio de Pontes, Albano dos Santos Silva e João Roberto Soares.

Matadouro - A 3 de abril de 1893 foi inaugurado o matadouro para explorar pelo prazo de nove anos o serviço de matança de reses.

Mercado - A administração municipal foi quem construiu o primeiro mercado público em 1894. O prédio foi posteriormente denominado Mercado Municipal Humberto Bueno Barbosa.

Jardim Público - Foi inaugurado a 15 de novembro de 1894. O primeiro coreto foi construído em 1901 pelo artista Octavio Monti. Foi restaurado na década de 50, ganhando contornos mais parecidos com os atuais.

Colégio - O colégio Nossa Senhora Auxiliadora foi inaugurado em 02 de fevereiro de 1895 às "filhas de Maria Auxiliadora" pelo Barão de Araras. A primeira diretora do colégio foi a Irmã Mathilde Bouvier.

Abastecimento de Água - O serviço de abastecimento de água foi inaugurado a 06 de outubro de 1895. As obras de canalização foram executadas em 1904 pelo engenheiro Dr. João Duarte Junior, da Escola Politécnica de São Paulo.
Sociedade Operária Humanitária Italiana - Foi fundada a 05 de julho de 1896. A sociedade italiana teve como médico dos seus associados o Dr. Luiz Narciso Gomes - que sempre prestou gratuitamente os seus serviços profissionais durante 24 anos - até seu falecimento. O governo italiano o distinguiu com o diploma de médico honorário pela Academia Físico-Química de Palermo.

Feiras - Pela lei de 3 de Outubro de 1898 foram instituídas as feiras periódicas. A 1ª exposição industrial, agrícola e pecuária realizou-se a 12 de Outubro de 1929. A finalidade desta exposição era demonstrar a capacidade e variedades de produção e industrialização dos produtos.

Cadeia e Fórum - Foi construído pelo Estado em 1898, tendo como arquiteto o Dr. Victor Dubugras. Hoje o prédio abriga a Casa da Cultura de Araras. Em linhas arquitetônicas marcadas por diversas influências européias, o prédio, apesar de não ser o único do Estado, enfeita a Praça Barão de Araras.

Escola de Trabalhadores Rurais - Foi criada pela lei nº 24, de 2 de junho de 1902. Instituição mantida pelo município e subvencionada pelo Estado, teve como autor de seu plano o agrônomo João Pedro Cardoso. Os alunos recebiam aulas teóricas e práticas e um pequeno salário pelos serviços prestados. Nas aulas teóricas recebiam noções de agronomia, física, química agrícola, botânica, aritmética, zootecnia etc. O curso completo era de dois anos. Na seção prática aprendiam método de preparação do solo, adubação, plantio etc. Haviam na escola grande cultura de maçã e abacate.

Festa das Árvores - A 01 de fevereiro de 1902 foi criado um bosque Municipal. Para a conservação desse bosque foi instituída pela lei nº 25, de 02 de junho de 1902, a Festa das Árvores, que foram as primeiras a serem realizadas no Brasil.

Santuário do Coração de Jesus - Sua construção teve início em 1902.

Grupo Escolar - Data também de 1902 a construção do Grupo Escolar. Foi seu primeiro diretor o Professor Justiniano Freire da Paz.

Empresa Telefônica - Começou a funcionar a 15 de junho de 1898, mas foi a 03 de setembro de 1909 que a firma passou a ser Carvalho & Irmão Cia e a Câmara concedeu por 20 anos a esta firma a exploração do serviço telefônico no município.
Luz Elétrica - Foi inaugurada em 1905.

Santa Casa - Foi fundada a 25 de março de 1906, tendo como idealizador o Dr. Luiz Narciso Gomes. O hospital deveria ter seu nome, mas ele propôs que denominasse "São Luiz " como justa homenagem a alguém cuja vida tão piedosa e cheia de virtudes poderia justificar plenamente sua indicação. A 11 de novembro de 1908 foi solenemente inaugurado o "Hospital São Luiz".

Serviço Postal - Teve seu 1º agente nomeado em 1912.

Estrada de Rodagem - Foi oficialmente inaugurada em 02 de julho de 1922 a estrada de rodagem oficial de São Paulo a Ribeirão Preto.

Pedregulhamento das Ruas - Foi iniciado em setembro de 1923.

Biblioteca - Batizada de Biblioteca Muncicipal Martinico Prado, foi restaurada em 2002 e seu acervo conta co mais de 40 mil volumes. Foi criada pela lei nº 18, de 23 de abril de 1948.


Publicidade

Portais Minas Gerais - Jacutinga | Monte Sião
Portais São Paulo - Águas de Lindóia | Amparo | Araras | Jaguariúna | Lindóia | Pedreira | Serra Negra

 

© Copyright 2004 A MAIS WEB INTERNET - Líder em Portais Regionais
2013 - araras.com.br - Todos os direitos reservados

amaissweb